segunda-feira, 16 de junho de 2008

SER DISCIPULO DE JESUS

O termo “cristão” é usado na Bíblia para descrever aquele que segue Cristo. Ressaltamos, freqüentemente, a necessidade de seguir Jesus sem identificar plenamente o modo como ele pretendia que o seguíssemos.
A princípio, somos tentados a dizer: “Seguir é seguir, simplesmente fazer o que ele fez”. Esta excessiva simplificação tem aberto as portas a inconsistências aparentes sobre coisas como o sábado, as festas judaicas, a circuncisão, os dons miraculosos; coisas de que Jesus participou, mas uma parte ditos cristãos não seguem hoje.
Em Antioquia, foram os discípulos, pela primeira vez, chamados cristãos” (Atos 11:26). Na passagem, entendemos que os cristãos são seguidores de Jesus, no sentido em que são discípulos. Estes são aprendizes ou alunos de um Mestre. Vine diz: “Um discípulo não era somente um aluno, mas um partidário; por conseguinte, falava-se que eles eram imitadores do mestre”. Portanto, somos cristãos, seguidores de Cristo, porque obedecemos ao que ele nos ensinou, como seus discípulos, a fazer, e não porque praticamos todos os atos que ele fez.
Jesus enviou seus apóstolos a todo o mundo para fazer “discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado” (Mateus 28:19-20).
Aprender e fazer o que Jesus mandou é fundamental para se tornar e permanecer um verdadeiro discípulo. “Se vós permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos” (João 8:31). Como discípulos, para seguir Jesus é preciso dedicar a atenção ao que ele ensinou (e ao que ele ordenou que seus apóstolos e profetas ensinassem). Como estudantes do Mestre, passamos nossa existência tentando entender e aplicar sua vontade revelada em nossas vidas.
O desafio dos discípulos não é somente a simples memorização dos textos bíblicos. Os verdadeiros discípulos estão interessados no que foi originalmente projetado pelo Mestre. Assim, os discípulos estudam as Escrituras por conteúdo e significado. Eles têm que ter em consideração coisas como o significado original das palavras, o contexto e as figuras de linguagem.
A falta de perceber o que Jesus pretendia quando ele ensinava é fracasso para quem quer ser seu discípulo. Uma pessoa não pode fazer o que Jesus disse se não entender o que ele quis dizer. Por isso é necessário que o discípulo estude a Bíblia, pois são elas que testificam a respeito do Senhor. Muitas pessoas, hoje em dia, formaram um conceito não-bíblico sobre Jesus, em vez de seguirem o que o próprio Jesus, o Mestre (João 20:16), revelou aos seus discípulos. Elas dizem: “O Jesus em quem eu creio” ou “meu Jesus”, mas então vão adiante atribuindo-lhe palavras que ele nunca disse, atos que nunca aprovou e doutrinas que nunca ensinou. Elas retiram, ignoram ou torcem qualquer coisa de, ou sobre, Cristo, que elas não gostem. Elas recriam-no para ajustá-lo aos seus próprios desejos, necessidades percebidas e cultura.
Amado, você é verdadeiramente um discípulo de Jesus? Precisamos conhecer o nosso Mestre, obedecendo-lhe em tudo que ordenou, e não nos deixemos ser levados por falsos mestres, mas prossigamos para o alvo: Sermos imitadores de Cristo Jesus.
Rev. Liberato

0 comentários: