terça-feira, 26 de maio de 2015

ANDAR JUNTOS EM FAMÍLIA

Am 3:3
O princípio do texto supracitado aplica-se a todas as relações na vida, começando, naturalmente, do nosso relacionamento com Deus. Se pretendo andar com Deus, devo concordar com suas diretrizes para minha vida. Somente estarei disposto a trabalhar com Deus, quando me coloco em suas mãos para Ele realizar sua vontade em mim e através da minha vida.
Este princípio aplica-se também à família, se vamos caminhar juntos para um relacionamento significativo, necessitamos aquiescer em trabalharmos juntos. Um ingrediente essencial para o trabalho em família é o acordo quanto às metas e aos objetivos, obviamente devemos ter certeza de que os alvos estão em harmonia com a vontade do Senhor para nossa família. O sábio disse: "Onde não há visão, o povo perece." Pv 29:18. A palavra “perecer” também pode ser traduzida por: “ir desenfreado... cada um à sua própria maneira. ” O que é uma descrição trágica da estrutura de muitos casamentos, famílias e igrejas hoje. "Todas as pessoas faziam o que parecia direito aos seus próprios olhos." - Jz 21:25. Concordância sobre metas comuns é fundamental para se caminhar juntos num relacionamento significativo entre os cônjuges e a família. Deus definiu metas para o casamento e a união familiar, e a razão para isso é  o bem-estar e o enriquecimento dos relacionamentos.
            A vida consiste em tomada de decisões, onde investir seu tempo, atenção, esforço e dinheiro. Sem metas estabelecidas haverá confusão e conflitos abundantes. Ao definir metas, no entanto, uma família diante de uma decisão pode simplesmente perguntar: “Será que esta escolha vai melhorar ainda mais nossos objetivos familiares, ou impedi-los? Devemos sempre lembrar das prioridades, pois coisas “boas” são os piores inimigos das “melhores”. Nossa responsabilidade deve ser com as prioridades no relacionamento com Deus e a família. Se queremos que o nossos casamentos e nossa família sobreviva neste mundo hostil e prospere no futuro, necessitamos determinar quais coisas precisamos fazer que contribuem para este fim.
        Quando definimos as metas e objetivos e conseguimos colocá-los em prática, experimentamos uma sensação de segurança e alegria, e verificamos que não somos desafortunados fora do controle, mas que estamos progredindo em direção a cumprir o propósito traçado por Deus para nossas vidas. “Deleita-te também no Senhor, e ele te concederá o que deseja o teu coração. Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele tudo fará.” Sl 37:4-5. Dois princípios importantes: 1 – O que sinto prazer determinará os meus desejos. Se tenho prazer em Deus, vou amá-lo e obedecer-lhe; 2 – De quem dependo determinará o meu destino. Se dependo de mim, vou fazer o que quero, mas se dependo de Deus realizarei aquilo que Ele deseja. Isto se aplica ao casamento e à família. Necessitamos buscar constantemente a direção de Deus para aquilo que vamos fazer e como fazer, se assim procedermos estaremos seguros e investiremos naquilo que tem significado eterno.
            A nossa geração vive num "vácuo de liderança", há uma procura de indivíduos ou famílias que sabem para aonde estão indo. As famílias cristãs podem ser uma testemunha e um exemplo através do estabelecimento de metas e objetivos que glorificam a Deus.
           Amados, Deus deseja que sua família seja construída num propósito de unidade, trabalhando juntos; uma família que compreenda as prioridades e tome decisões que venham contribuir para o seu fortalecimento, desfrutando do sentimento de segurança e realização, e uma família que se torne uma testemunha para esta geração daquilo que Deus realiza na vida daqueles que fazem a Sua vontade.

            Que o Senhor abençoe abundantemente sua família.

0 comentários: