sexta-feira, 1 de novembro de 2013

DIA DE FINADOS - AS BÊNÇÃOS DA MORTE

Amanhã, Dia de Finados, milhares de pessoas irão aos cemitérios visitar o túmulo de seMORRER COM CRISTOus entes queridos, que morreram. A morte de quem amamos traz sentimento de grande pesar aos nossos corações. Passar por este momento sempre é doloroso, por mais que nos preparemos para a situação. Àqueles, que creem em Jesus como seu salvador, a morte não é motivo de desespero, porque todo o que crê nele ainda que esteja morto viverá. O Catecismo Menor de Westminster, em sua pergunta de número 37, com base nas Sagradas Escrituras, diz: Quais são as bênçãos que os crentes recebem de Cristo na hora da morte? As almas dos crentes, na hora da morte, são aperfeiçoadas em santidade, e imediatamente entram na glória; e seus corpos, estando ainda unidos a Cristo, descansam na sepultura até a ressurreição. Podemos contemplar aqui quatro bênçãos que pertencem a todos aqueles, que confiam em Cristo, de modo que, mesmo no vale da sombra da morte, cada cristão pode ter certeza de que desfrutará delas.

1. Na morte, o cristão é aperfeiçoado em santidade. O autor de Hebreus afirma que, quando vamos ao Monte Sião, veremos a Deus, a Jesus e os espíritos dos justos aperfeiçoados. (Hb 12:22-24). Esta é a realidade do cristão após a morte.

2. O cristão na morte entra imediatamente na glória. Paulo afirma em Filipenses 1:23: "Estou pressionado dos dois lados: desejo partir e estar com Cristo, o que é muito melhor." Ele sabia que a morte era uma bênção, mas também tinha a firme convicção de que sua vida era fecunda, ele amava servir ao Senhor durante sua vida terrena. O Cristão em vida está pronto a servir a Jesus e ao próximo, mas o cristão é pressionado dos dois lados, porque se viver é servir, se morrer é ganhar, pois entraremos imediatamente na glória. Ele passou para um lugar glorioso.

3. Na morte, o cristão está ainda unido a Cristo. Paulo afirma em 1 Tessalonicenses 4:14: "Se cremos que Jesus morreu e ressurgiu, cremos também que Deus trará, mediante Jesus e juntamente com ele, aqueles que nele dormiram”. Os crentes estão unidos a Cristo mesmo na morte. Porque quando nos unimos a Cristo pela fé, nada nos poderá separar dEle, não será a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os poderes, nem principados, nem coisas do presentes, nem coisas do porvir, nem tribulação, nada pode separar do amor de Cristo.

4. Por fim, "Na morte, os corpos dos cristãos descansam na sepultura até a ressurreição." Isso não é uma frase bonita, “eles descansam"! O cristão passa por muitas lutas ao longo da sua peregrinação terrena, seu corpo sobre o desgaste natural, mas na morte seu corpo repousará no túmulo, como numa cama, seu espírito estará vivo diante do Trono da graça. A morte não poderá prejudicá-lo. Na verdade, a morte será quase um meio de graça para apresentá-lo à presença de seu Salvador. A morte não pode deter o corpo do cristão, que se levantará e será glorificado. Embora depois da vida e a morte, o corpo de um cristão venha de descanso, em seguida, virá o reencontro, a ressurreição.

Amados, não precisamos temer a morte, pois temos a certeza de que viveremos para sempre. Jesus afirmou: “Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá.” Jo 11:25b. Anunciemos esta verdade a todos que vivem sem esperança, pois é a missão que Jesus nos confiou.

0 comentários: