sábado, 9 de maio de 2015

COMO DEMONSTRAR O AMOR À SUA MÃE

João 19: 26-27
Maria presenciou a crucificação do seu filho, você pode imaginar como ela se sentiu? Naquele momento, Jesus designa o discípulo amado, João, para cuidar da sua mãe. Ele está na cruz levando sobre si os pecados do mundo inteiro, mas se preocupa com sua mãe. Como Deus, estava lidando de questões eternas, mas como um homem   nos demonstrava a importância de amar e cuidar das nossas mães. Você não pode agir deliberadamente errado com sua mãe e estar em paz com Deus. Se a sua mãe ainda está viva, independentemente de sua idade, você pode amá-la:
Verbalmente – Os homens têm a filosofia de que não precisam dizer: “eu te amo”, pois, na ótica de deles, a pessoa já sabe que é amada, já lhe foi dito antes, basta mostrar o amor com os atos. Isso pode ser verdade, mas é salutar ouvir estas palavras: “Eu te amo! Não perca a oportunidade de expressar a sua mãe o quanto você a ama, por ações e palavras.
Fisicamente – Quando foi à última vez que você deu um abraço carinhoso, um beijinho no rosto, uma massagem no pescoço ou apenas se sentou no sofá para um momento de carinho com a sua mãe? Ela foi a primeira pessoa que o tocou, envolveu-o em seu ventre por meses. Deu-lhe banho, trocou-lhe fraldas, colocou alimento em sua boca. Sua mãe constantemente o tocou, você pode ter crescido e cuidar da sua própria vida, mas ela merece o seu toque, isto significa mais do que flores e presentes.
Pacientemente - As mães têm um trabalho incrível sem remuneração. Nenhuma posição no mundo dos negócios se compara ao comprometimento físico, emocional e espiritual que ela tem na maternidade. Nunca cometa o erro de dizer que uma mulher não trabalha por optar de cuidar de sua casa e seus filhos. Assim seja pacie nte com sua mãe quando as coisas não estão do jeito que você queria, pois muitas são as suas atividades.
Atenciosamente - Mães ouvem os filhos quando lhes abrem os seus corações, elas têm ouvidos atentos e prontos, e sempre têm ... até mesmo quando os filhos se tornam adultos. Sempre estará ao seu lado. Procurem ouvi-la, atenciosamente, sigam seus conselhos e orientações. Sejam atentos para suprir suas necessidades.
Com gratidão - Ela necessita de um sincero muito obrigado, não apenas hoje, no dia das mães, mas sempre. Nossa gratidão deve emanar de um coração sincero, consciente do seu amor, carinho e trabalho por nós. A gratidão é algo que nos deve acompanhar sempre em todas as dimensões da vida, e Deus se alegra com esta atitude.
Generosamente – Não há dinheiro suficiente para pagar tudo aquilo que elas fazem por nós, nunca poderíamos reembolsá-las. Elas gastam tudo que podem para atender nossas necessidades, suas energias, tempo e economias, agora é o momento de recompensá-las pelo seu precioso trabalho. Procure sempre presentear sua mãe,  com coisas úteis para uso pessoal, expressando seu amor e generosidade com ela, não com objetos domésticos de uso comum da família.
Com honra – Em Êxodo 20:12, lemos: “Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor teu Deus te dá. ” Este é o único, dos dez mandamentos, seguido de uma promessa. Isto não é uma opção, mas um dever e uma ordem divina, enquanto sua mãe viver procure sempre honrá-la. Veja a importância atribuída por Deus ao pai e mãe, Ele não aceitava que nenhum dos dois fosse desonrado pelos filhos. No Antigo Testamento, quem amaldiçoasse ou ferisse os pais deveria ser morto (Ex 21.15, 17). Todo esse rigor mostra a honra dada por Deus aos pais. Alguém sabiamente diz: “Se o pai é a cabeça da casa, a mãe é o coração, por isso não devemos feri-lo. ” Em outra oportunidade, a Palavra de Deus, ordena aos filhos a obedecerem a seus pais. Honrar significa tributar-lhes respeito, carinho e cuidado, mas, sobretudo, obediência. A obediência e a submissão são as maiores provas de que, de fato, honramos e respeitamos os nossos pais. Hoje, cresce assustadoramente os casos de filhos que abandonam seus pais quando estes envelhecem, isto é, desonrá-los.

Amados, nunca percamos a oportunidade de expressar nosso amor por nossos pais, pois isto agrada ao nosso Pai Celestial. 
                     Rev.  Liberato Pereira dos Santos

0 comentários: